13/04/2021

Nunes Marques e o seu dever cívico de consertar a história do País - a liminar do Impeachment de Moraes

Chegou a hora de o texto da Constituição se encontrar com a realidade.O jurista alemão Ferdinand Lassalle (1825-1864) defendia que a Constituição não pode ser uma “folha de papel” e a razão para essa sensação está no descumprimento de suas normas e não nas construções fantasiosas que visam a atender interesses pessoais dos juízes das supremas cortes, ou de seus padrinhos políticos que lá lhe colocaram, reafirmar suas ideologias próprias ou vontades corporativas.Não. A Constituição-texto se enfraquece à médica em que a efetividade de seu texto é deixada de lado por interpretações variadas que são inseridas em seus enunciados mas que lá jamais foram escritas, textualmente, pelos constituintes eleitos diretamente pelo povo, no caso, o povo brasileiro.

12/04/2021

Ataque de Bolsonaro marca fimde fase ‘paz a amor’ com STF

BELA MEGALE

Com alguma dificuldade, o presidente Jair Bolsonaro vinha tentando manter um tom mais ameno em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF) e seus ministros. Desde a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, no ano passado, Bolsonaro passou a ceder a apelos de “bombeiros” do governo e baixou o tom de ataques ao Supremo. Aliados do presidente avaliam, no entanto, que a divulgação do áudio de Bolsonaro pelo senador Jorge Kajuru coloca fim à fase “paz e amor” que o chefe do Executivo tentou colocar em prática em relação à corte.

Além disso, nomes que costumavam atuar como bombeiros nas crises entre o presidente e o Judiciário, como o ex-ministro do Defesa, Fernando Azevedo e Silva e o ex-advogado-geral da União José Levi, estão fora do governo. Outros, como o atual AGU, André Mendonça, estão com as pontes queimadas no tribunal.

Na conversa divulgada ontem por Kajuru em suas redes sociais, Bolsonaro sugeriu ao parlamentar que entre com pedidos de impeachment contra ministros do STF. O presidente também sugeriu ao senador que a abertura desses processos teria o poder de segurar a CPI da Pandemia.

Para parte dos ministros do STF, o áudio foi visto como uma estratégia frequentemente usada por Bolsonaro de “criar escândalos” para encobrir problemas de seu governo, em especial sobre a pandemia da Covid-19.

– Terá sempre um clima tenso com Bolsonaro. O presidente é tomado por teorias da conspiração. É intencional e faz parte da estratégia política dele fazer um escândalo para encobrir outro. – afirmou um ministro à coluna.

Bolsonaro diz que salários de servidores podem atrasar


Era o que faltava. Agora, o funcionalismo público federal passa a viver um período de insegurança. O presidente Jair Bolsonaro diz que pode faltar dinheiro para pagar seus salário. Ora, pois, seria mais uma ameaça infundada do presidente que procura reforçar sua tese de que todos devem voltar a trabalhar, mesmo que isso quebre o isolamento social e amplie os riscos da pandemia? pode ser, dele tudo se pode esperar, especialmente mentiras.

De qualquer forma, não dá para deixar de lado essa ameaça. Bolsonaro declarou, ao defender a reabertura do comércio no pior momento da pandemia, que npode faltar dinheiro para pagamento de salários de servidores públicos, como possível consequência das medidas restritivas para combater a covid-19.

“Daqui a pouco, servidor público, não vai ter arrecadação para pagar você”, declarou o chefe do Executivo, em visita a uma comunidade de venezuelanos em São Sebastião (DF), transmitida nas redes sociais.

Segundo o presidente, o País vive “experiência de ditadura” com as políticas de combate à pandemia. “Governadores, tenham consciência de abrir comércio com devidas medidas de saúde”, disse. O chefe do Executivo ainda criticou o fechamento de Igrejas durante a pior fase da pandemia, conforme decidido pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).

11/04/2021

Jovens passam a ser maioriados internados em UTIs

Em março deste ano, mais de 50% das internações por covid-19 em UTIs no Brasil foram de pessoas com até 40 anos, o que aponta uma piora geral do quadro da doença entre os mais jovens. O mês de março foi até agora o mais letal da pandemia no país, com cerca de 66,8 mil mortes.

Ao longo do mês, 52,2% das internações foram de pessoas com menos de 40 anos. Entre dezembro de 2020 e fevereiro deste ano, a taxa era de 44,5%, o que aponta um aumento de 16,5%.

Já as internações das pessoas com 80 anos caíram 42%, sendo que agora este grupo representa 7,8% do total de internados, cerca de metade da proporção vista antes de março. Essa queda é atribuída à vacinação, mas também pela predominância de variantes mais agressivas do vírus Sars-Cov-2, que atinge pessoas jovens com mais gravidade.

Nesse sentido, houve uma piora do quadro geral dos pacientes, sendo que 58,1% das pessoas internadas precisaram de ventilação mecânica. Esse dado aponta um aumento de 40% em relação ao ano passado.

O que também reforça o quadro de piora geral é que até fevereiro deste ano, um terço dos pacientes graves sem comorbidades precisavam de UTI, sendo que a taxa saltou para um a cada quatro pacientes.

Os dados foram colhidos na plataforma UTIs Brasileiras, da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), e trazem informações de 20.865 leitos de tratamento intensivo no país, cerca de 25% do total.

O retrato aponta um agravamento geral dos casos em meio ao pior momento da pandemia no Brasil. Até agora, o país acumula quase 350 mil mortos por covid-19, sendo que apenas na sexta-feira (9), cerca de 3,5 mil pessoas morreram.(com agência Sputnik Brasil)

10/04/2021

Está faltando testosterona no Congresso, já passou da hora de alguém bater na mesa

Em nova decisão monocrática, o STF invade competência de outro poder mediante decisão monocrática de um de seus membros. Não lhes basta interferir na política nacional segundo um ativismo nunca antes visto. Não lhes basta a toda hora largarem de mão o carro de bombeiro e botarem fogo no circo. Não lhes basta emitirem opiniões pessoais destemperadas e desbragadas, como se fossem líderes mal educados de facção política. Não lhes bastam os votos ridículos recheados de adjetivos e interjeições.Querem, mesmo, desestabilizar o país interna e externamente.Quando os deputados federais mantiveram a absurda prisão do colega preso de modo totalmente irregular, assustados talvez porque o ministro Alexandre mostra os dentes quando fala (vá que morda), o problema de que trato aqui começou a se evidenciar. Colhe-se aquilo que se semeia e nada mais.

09/04/2021

Dr. Jairinho impunha ‘rotina de violência’ a Henry, conclui Polícia

A Polícia Civil do Rio afirma não ter mais dúvidas de que o vereador do Rio Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e a professora Monique Medeiros da Costa e Silva são responsáveis pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, filho de Monique. Os dois suspeitos foram presos na manhã desta quinta-feira e serão indiciados por tortura e homicídio duplamente qualificado.

Mentira em depoimento e, sobretudo, mensagens trocadas entre Monique e a babá do menino, Thayná de Oliveira Ferreira, revelaram, segundo o delegado Henrique Damasceno, “uma rotina de violência que Henry sofria” . No dia 12 de fevereiro, Thayná disse a Monique que Henry estava “mancando” e havia levado “banda” e chute após ter ficado no quarto com Dr. Jairinho ( leia as mensagens). Para os investigadores, os diálogos indicam que a mãe sabia das agressões contra o filho. Em depoimento, a babá negou ter conhecimento dos maus tratos.

Na decisão que determinou a prisão de Jairinho e Monique, a juíza Elizabeth Louro, do 2º Tribunal do Júri, apontou contradições entre depoimentos e provas colhidas pela polícia. A magistrada afirmou que testemunhas, antes de prestarem declarações aos investigadores, passavam no escritório da defesa do casal. De acordo com decisão judicial, o vereador se trancava no quarto com o menino e praticava abusos físicos.

Aconteceu hoje: depois de presos, Jairinho e Monique prestaram novo depoimento. Ao deixarem a delegacia, ouviram gritos de “assassinos”. O vereador chegou a levar um tapa nas costas por um homem que furou o bloqueio da polícia. Veja o momento em vídeo.

Reação do pai: Leniel Borel, o pai de Henry, disse estar perplexo com o caso e a atitude da ex-mulher: “Como pode uma mãe apoiar um negócio desses?”.

Repercussão política: o partido Solidariedade anunciou a expulsão sumária de Jairinho, e o Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores se reuniu para discutir o afastamento do parlamentar do mandato.

08/04/2021

Paraná tem mais 433 mortese 4490 casos de Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (07) 4.490 casos confirmados e 433 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 863.790 casos confirmados e 18.001 mortos em decorrência da doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de abril ( 2.897 ) março ( 1.420 ), fevereiro (73 ) e janeiro ( 17) de 2021 e dos seguintes meses de 2020: abril (1), maio (1), junho (4), julho (3), agosto (5), setembro (5), novembro (18), dezembro (46).

INTERNADOS – 2.589 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 2.056 pacientes em leitos SUS ( 971 em UTI e 1.085 em leitos clínicos/enfermaria) e 533 em leitos da rede particular ( 312 em UTI e 221 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 2.610 pacientes internados, 984 em leitos UTI e 1.626 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 433 pacientes. São 211 mulheres e 222 homens, com idades que variam de 18 a 102 anos. Os óbitos ocorreram de 13 de janeiro a 7 de abril de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Curitiba (118), Ponta Grossa (26), Londrina (23), Paranaguá (13), Colombo (12), Maringá (12), Almirante Tamandaré (11), Pinhais (11), Fazenda Rio Grande (10), Cambará (8), Foz do Iguacu (8), Cambé (7), Cianorte (7), Guarapuava (6), Sao José Dos Pinhais (6), Araucária (5), Cascavel (5), Toledo (5), Assis Chateaubriand (4), Campo Largo (4), Campo Magro (4), Campo Mourão (4), Guaraqueçaba (4), Paranavaí (4), Rio Branco do Sul (4), Apucarana (3), Campina Grande do Sul (3), Cruzeiro do Oeste (3), Guaratuba (3), Jaguapitã (3), Sarandi (3), Umuarama (3), Balsa Nova (2), Bocaiúva do Sul (2), Cornélio Procópio (2), Dois Vizinhos (2), Florestópolis (2), Jaguariaíva (2), Kaloré (2), Paraíso Do Norte (2), Pato Branco (2), Pinhão (2), Piraquara (2), Pitangueiras (2), Quitandinha (2), Ribeirão do Pinhal (2) e Uraí (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Altamira do Paraná, Altônia, Alvorada do Sul, Andirá, Antonina, Antônio Olinto, Arapongas, Arapoti, Atalaia, Barbosa Ferraz, Bela Vista da Caroba, Cafezal do Sul, Campo do Tenente, Cândido de Abreu, Cantagalo, Carlópolis, Castro, Clevelândia, Corbélia, Farol, Faxinal, Francisco Alves, Francisco Beltrão, Goioerê, Guaíra, Ibaití, Ipiranga, Iporã, Itaguajé, Itaperuçu, Jaboti, Japurá, Jataizinho, Mandaguari, Mandirituba, Matinhos, Medianeira, Nova Esperança, Ortigueira, Paiçandu, Palmas, Palmeira, Pérola, Prudentópolis, Quatigua, Quatro Barras, Rio Bom, Santa Helena, Santa Maria do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São João do Ivaí, Sao José das Palmeiras, São Sebastião da Amoreira, Sertanópolis, Siqueira Campos, Sulina, Terra Boa, Terra Roxa, Tijucas Do Sul, União da Vitória e Wenceslau Braz.

07/04/2021

importante investimento do Hospital Metropolitano de Sarandi.

Hospital Metropolitano amplia sistema de fornecimento de oxigênio

No Dia Mundial da Saúde (7 de abril), o diretor-geral do Hospital Metropolitano, de Sarandi, Conrado Ferri, anuncia a expansão do sistema de fornecimento de oxigênio da instituição. A obra, prevista para ser concluída em 30 dias, vai elevar a capacidade dos atuais 5 mil litros para 20 mil litros. A ampliação e modernização do sistema garantirá margem de segurança para evitar eventual risco da falta do produto.

“Seguimos com os investimentos no reforço da infraestrutura do hospital, concentrando recursos neste momento em sistemas que assegurem ampla capacidade de atendimento aos agravados pela Covid e que exigem ventilação mecânica, ou seja, intubação e uso de oxigênio”, explica Conrado Ferri. “O fornecimento desse insumo é fundamental, e mais ainda agora”, acrescenta.

O Hospital Metropolitano é referência de enfrentamento à pandemia para mais de 60 municípios das regiões Norte e Noroeste do Paraná. Disponibiliza 45 leitos de UTI na unidade de Sarandi e outros 20 em Ivaiporã, onde gerencia hospital de campanha. “Temos uma imensa equipe de médicos e enfermeiros, entre tantos outros profissionais, na linha de frente do combate ao vírus. Vamos vencê-lo”, afirma Conrado Ferri.

O uso de máscara, o distanciamento social e a higienização frequente das mãos permanecem como recursos indispensáveis na prevenção. “Não há nenhuma margem de segurança fora desses cuidados”, afirma Conrado Ferri, acrescentando que ao reduzir a circulação viral, os riscos de contágio diminuem. “Dessa forma, aliviamos a sobrecarga no sistema de atendimento e reduzimos os riscos de colapso”, explica. 

06/04/2021

Paraná: mais 106 mortese 1.436 casos de Covid-19


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta segunda-feira (5) 1.436 casos confirmados e 106 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 855.047 casos confirmados e 17.288 mortos em decorrência da doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de abril (1.058), março (327), fevereiro (18) e janeiro (2) de 2021 e dos seguintes meses de 2020: abril (2), maio (1), julho (2), agosto (1), setembro (1), outubro (1), novembro (11) e dezembro (12).

INTERNADOS – 2.7676 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 2.081 pacientes em leitos SUS (958 em UTI e 1.123 em leitos clínicos/enfermaria) e 595 em leitos da rede particular (301 em UTI e 294 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 2.592 pacientes internados, 941 em leitos UTI e 1.651 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 106 pacientes. São 45 mulheres e 61 homens, com idades que variam de 18 a 89 anos. Um óbito ocorreu em dezembro de 2020 e os demais de 23 de fevereiro a 5 de abril de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Maringá (12), Palmas (7), Ibiporã (6), Foz Do Iguaçu (5), Cambé (4), Jaguariaíva (4), Pato Branco (4), Bela Vista Do Paraíso (3), Cascavel (3), União Da Vitoria (3), Assai (2), Cornélio Procópio (2), Coronel Domingos Soares (2), Francisco Beltrão (2), Guaratuba (2), Irati (2), Itambé (2), Jaguapitã (2), Jataizinho (2), Santa Izabel Do Oeste (2), Santo Antônio Da Platina (2), Sapopema (2), Sarandi (2).

05/04/2021

Ensino privado volta às aulas presenciais na segunda

Os empresários do ensino privado receberam como vitória deles o fim da bandeira vermelha em Curitiba e Região Metropolitana. Com a decisão do prefeito Rafael Greca de rebaixar o risco da pandemia para a situação de alerta, ou seja, a bandeira laranja, ontem, as escolas particulares retomam as aulas presenciais amanhã, segunda-feira. As aulas presenciais serão retomadas com o percentual de 30% dos estudantes.

No caso das escolas públicas, tanto a prefeitura quanto o governo do Estado afirmam que as aulas presenciais só vão retornar depois que professores e trabalhadores da educação forem vacinados contra a Covid-19.

“Nossas associadas estão prontas há muito tempo para a oferta do ensino presencial. Todas essas instituições de ensino fizeram consideráveis investimentos em infraestrutura para seguir os protocolos necessários e apontados pelas autoridades sanitárias. Até mesmo a contratação de novos colaboradores ocorreu para que as turmas pudessem ser divididas”, destaca Douglas Oliani, presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe/PR).

“Continuaremos pleiteando que o percentual de alunos no modo híbrido possa ser o de 50%, pois as escolas se organizaram para atender desta forma e, nesse percentual conseguimos atingir o ponto de equilíbrio econômico para o funcionamento das instituições”, pondera o dirigente.

Oliani ressalta ainda que a Educação é amparada legalmente como um serviço essencial à população. “A essencialidade se dá por duas questões: pela educação propriamente dita e, ainda, para que os profissionais de outras áreas essenciais tenham um local seguro para deixar os filhos durante o horário de expediente”, reforça.