26/01/2016

DELEGADO JACOVÓS COLOCA NA CADEIA HOMEM QUE TENTOU COLOCAR FOGO EM IGREJA CATÓLICA.

http://tnonline.uol.com.br/noticias/apucarana/45,360556,26,01,policia-civil-prende-homem-que-ateou-fogo-em-carro-na-frente-de-igreja.shtml

delegado-chefe da Décima Sétima Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, José Aparecido Jacovós, informou há pouco que foi preso Edno Romero da Silva, 42, apontado como responsável por atear fogo em um carro na noite de 16 de janeiro, em frente a porta central da Igreja do Santuário São José, na Rua Dom José Marelo, na Vila São José. Jacovós acrescenta que ele estaria ameaçando de morte a ex esposa por não aceitar a separação conjugal e a divisão de bens. Edno foi preso às 6 horas da manhã e chegou a se esconder em um sítio e depois na casa de uma suposta nova companheira.

 "Ele já tinha um histórico de violência e o ato dele causou pânico. Mais de 200 pessoas estavam na igreja e ele jogou o carro contra a porta e ateou fogo no automóvel. Antes o Edno já teria tentado matar a família e pedimos a prisão preventiva, que foi decretada pelo Judiciário ", afirmou o delegado. Edno vai ser apresentado à imprensa às 10 horas desta terça-feira (26)..

O FATO - Conforme o soldado Alexandre Martins Kava, do Corpo de Bombeiros, testemunhas relataram que Edno chegou com o GM Corsa Wind placas ALO-1261 (Apucarana) em frente a porta da Igreja do Santuário São José e teria a intenção de entrar com o veículo no local. Católicos que estavam na igreja para participar da missa perceberam e trancaram a porta da igreja rapidamente, evitando consequências piores. O carro chegou a se chocar com a porta da igreja. Na sequência, o motorista do Corsa desceu e ateou fogo no automóvel, que acabou destruído pelas chamas. Em seguida Edno fugiu correndo.

 
SUSTO
- O volume de fumaça foi significativo e o fato assustou pessoas que estavam na igreja e populares que passavam pelo local no momento do incêndio. O veículo foi retirado da frente da igreja e levado Para a Décima Sétima Subdivisão Policial (SDP). Ninguém ficou ferido. No dia do fato, uma equipe da PM foi até o endereço do proprietário do veículo e localizou as portas e janelas da residência abertas, mas não o localizou.

ADVOGADO
- Um advogado esteve na 17ª SDP para pegar a cópia do boletim de ocorrência feito pela PM. Após analisar o documento, o advogado não descartou a possibilidade de apresentar Edno às autoridades, mas isso não ocorreu. MISSA - O bispo da Diocese de Apucarana, Dom Celso Antônio Marchiori, presidiu, um dia depois do fato no Santuário São José, uma missa em reparação pelo que classificou como "ato de profanação" ocorrido em frente à igreja.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA POSTAGEM SERÁ PUBLICADA DEPOIS DE SER MODERADA. OBRIGADO!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.