27/01/2021

Boca Aberta na prisão


Boca Aberta queria pagar sua pena com cestas básicas ou trabalho comunitário. Não convenceu. O deputado federal de Londrina Emerson Petriv (Pros), o Boca Aberta, compareceu hoje ao Centro de Reintegração Social de Londrina e se apresentou para cumprir 17 dias de prisão em regime semiaberto. Ele terá que passar as noites em uma sala separada dos demais detentos.

A condenação foi por perturbação de sossego de funcionários de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em 2017, quando ainda era vereador. Boca Aberta disse ter ido à UPA fazer uma fiscalização depois de receber uma denúncia de atraso nos atendimentos médicos, mas entrou sem autorização em locais restritos a enfermeiros e médicos com uma filmadora. À época ele chegou a ser levado a uma delegacia, mas não ficou preso.

26/01/2021

Ministro Lewandowski autoriza inquérito contra Eduardo Pazuello

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski autorizou nessa segunda (25) a abertura de um inquérito para investigar a responsabilidade de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, na crise sanitária de Manaus.

A decisão atende a um pedido feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, no último fim de semana, que, por sua vez, atendeu a pedidos feitos por partidos políticos, que acusaram Pazuello de ser negligente no caso do avanço da covid-19 na capital amazonense, onde vários pacientes morreram por falta de oxigênio e muitos outros precisaram ser transferidos para outros estados para receber os devidos cuidados.

O ministro da Saúde deverá ser interrogado dentro de cinco dias após receber a intimação.

As suspeitas são de que Pazuello e sua equipe tenham demorado mais do que o necessário para agir após serem notificados sobre a iminente falta de oxigênio nos hospitais de Manaus, atraso que pode ter sido determinante para a situação caótica observada na cidade.

“Considerando que a possível intempestividade nas ações do representado, o qual tinha dever legal e possibilidade de agir para mitigar os resultados, pode caracterizar omissão passível de responsabilização cível, administrativa e/ou criminal, impõe-se o aprofundamento das investigações a fim de se obter elementos informativos robustos para a deflagração de eventual ação judicial”, disse o procurador-geral no documento enviado ao STF.

Também nessa segunda-feira (25), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defendeu a instauração de uma CPI no Congresso Nacional para apurar a “irresponsabilidade” do ministro da Saúde na condução dos esforços contra o novo coronavírus no Brasil.

“Não tenho dúvida nenhuma da irresponsabilidade dele de [recomendar] tratamento precoce, da irresponsabilidade dele de não ter respondido a Pfizer. A irresponsabilidade dele de, como ministro da Saúde, não ter se aliado ao Instituto Butantan para acelerar a produção daquela vacina [Coronavac] e não apenas a vacina da Fiocruz. Tudo isso caracteriza crime e a PGR está investigando”, afirmou o deputado.

Copel, mais lucro, menos energia

Estatal investe em reajustes tarifários para aumento de lucro líquido e remuneração de acionistas, enquanto reduz investimentos

POR REQUIÃO FILHO

Foi-se o tempo, no Paraná, em que as necessidades básicas da população eram levadas a sério e o acesso a energia elétrica, por exemplo, tornou-se um artigo de luxo. Tudo porque, a partir de agora, de acordo com a nova fórmula de divisão de lucros da Copel, os acionistas serão cada vez mais exaltados e melhor remunerados, em cima de infinitos reajustes que serão aplicados nas tarifas do consumidor.

Sim, porque para eles, acionista feliz significa empresa mais valiosa para ser privatizada. Mas e onde ficam os investimentos? E as famílias paranaenses, como ficam? Falidas ou no escuro? Provavelmente, as duas coisas.

O futuro incerto da economia, a partir de uma gestão dada a terceirizações e falta de compromisso com o patrimônio público, nos levam a pensar que, daqui pra frente, viveremos a era do Estado mínimo. Onde o Governo deixa de assumir os compromissos com a população e passa a ser apenas uma figura alegórica eleita pelo povo. São as novas caras da velha política que sequer sabem administrar um Estado, peritos em propaganda e falsas manchetes positivas. Terceirizar algo que é público é jogar a responsabilidade no colo do outro, é se eximir de qualquer erro, é não ter que encarar as dificuldades do cargo com unhas e dentes, é falta de coragem, é falta de humanidade.

Recentemente, o presidente da Copel, Daniel Slaviero Pimentel, apresentou sua proposta em que o aumento do lucro líquido da companhia de energia paranaense representará uma diminuição significativa de seus investimentos no Estado, para poder dar uma vida melhor aos seus acionistas. De acordo com a apresentação, o Lucro Líquido nos dois últimos anos tem sido bilionário, enquanto os investimentos caíram pela metade. E aí eu te pergunto, está certo isso?

Está muito claro que a política da companhia é gerar apenas lucro, mesmo que tenha que abrir mão de ativos rentáveis, como a Copel Telecom.

Deputados debatem a matriz curricular imposta por Ratinho Jr

É inegável que a pandemia concentrou a atenção dos brasileiros. Isso permitiu que os governos deitassem e rolassem na aprovação de programas e políticas sem a contestação social. Um exemplo flagrante foram as mudanças na Educação. Além de militarizar escolas, criando o que os adeptos chama de “soldados do Ratinho”, o governo determinou, na mesma
perspectiva, mudanças essenciais na matriz curricular do ensino médio.

Ratinho Jr é dos que acreditam que as disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes são supérfluas. É uma visão simplória do conhecimento, mas que faz sucesso entre as almas parvas. Os deputados estaduais que integram a bancada da Oposição na Assembleia Legislativa, liderados pelo deputado do PT, Professor Lemos (foto), realizam nesta terça-feira (26), às 14 horas, uma audiência pública para debater a matriz curricular do ensino médio no estado, com ênfase exatamente na importância das disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes.

A audiência pública debaterá os temas relacionados à Instrução Normativa Conjunta nº 11/2020, da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que modificou a Matriz Curricular do Ensino Médio na rede pública estadual de ensino do Paraná, a partir do ano letivo de 2021.

Dentre outras alterações, a Instrução Normativa reduziu de 2 horas aulas para 1 hora aula semanal a carga horária das disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes.

“A medida empobreceu a Matriz Curricular e não encontra respaldo na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e nos anseios da comunidade escolar. Neste sentido, a audiência debaterá a importância dos conteúdos e saberes de tais disciplinas para a formação plena, cidadã e crítica dos jovens, além dos fatos e fundamentos que embasam a manutenção da atual Matriz Curricular”, disse Lemos.

25/01/2021

Novo decreto regulamenta esportes coletivos e atividades escolares presenciais

Nesta segunda, 25, a Prefeitura de Maringá publicou o decreto 354/2021 que regulamenta de segunda-feira a sexta-feira, das 19h às 22h, a prática de esportes coletivos em clubes sociais, associações recreativas, espaços públicos e privados, incluindo as estruturas dos Centros Esportivos e Complexos Meu Campinho. E as atividades escolares presenciais, em conformidade com o Decreto 6637/2021 do Governo do Estado do Paraná e da Resolução 632/2020 da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná. 
O decreto libera aulas de zumba nos salões comunitários, observando a capacidade máxima de 25 pessoas e o distanciamento mínimo de 2 metros entre os participantes e demais regras de prevenção de contágio pelo coronavírus. Fica liberado o funcionamento de pesqueiros, com distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.
Fica liberado a partir de 01/02/2021, se atendidas condições epidemiológicas, o serviço de mesas e clientes nas calçadas de bares, restaurantes, barracas de lanche, food trucks, serviços caldo de cana e ambulantes. As cerimônias e festas de casamentos comprovadamente agendadas em cartórios e templos religiosos até o dia 27/11/2020, deverão respeitar o limite de 150 pessoas, encerrando às 22h30min.

24/01/2021

Fiocruz libera dois milhõesde doses da vacina de Oxford

Veja quantas cada estado vai receber. Doses serão entregues neste domingo (24) em todas as regiões.

Com muita comemoração para tão poucas vacinas, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde liberaram a lista de doses que serão enviadas a cada estado da vacina de Oxford. Todas as regiões terão seus lotes entregues neste domingo (24). Um esforço para apagar um pouco do marketing do governador de São Paulo, João Doria, grande preocupação do presidente Jair Bolsonaro. UF Doses População

São Paulo 501.960 46.289.333
Minas Gerais 190.500 21.292.666
Rio de Janeiro 185.000 17.366.189
Amazonas 132.500 4.207.714
Bahia 119.500 14.930.634
Rio Grande do Sul 116.000 11.422.973
Paraná 86.500 11.516.840
Pernambuco 84.000 9.616.621
Ceará 72.500 9.187.103
Goiás 65.500 7.113.540
Pará 49.000 8.690.745
Maranhão 48.500 7.114.598
Santa Catarina 47.500 7.252.502
Distrito Federal 41.500 3.055.149
Paraíba 36.000 4.039.277
Espirito Santo 35.500 4.064.052
Rio Grande do Norte 31.500 3.534.165
Alagoas 27.500 3.351.543
Mato Grosso 24.000 3.526.220
Piauí 24.000 3.281.480
Mato Grosso do Sul 22.000 2.809.394
Sergipe 19.000 2.318.822
Rondônia 13.000 1.796.460
Tocantins 11.500 1.590.248
Amapá 6.000 861.773
Acre 5.500 894.470
Roraima 4.000 631.181

23/01/2021

Datafolha mostra maior quedana aprovação de Bolsonaro

Uma pesquisa atrás da outra, todas vão demonstrando que o presidente Jair Bolsonaro despenca ante piora da pandemia e fim da ajuda emergencial

Datafolha aponta aumento da desaprovação no Norte e no Nordeste, e levantamento da XP/Ipespe indica piora na percepção da atuação do presidente para enfrentar pandemia

O Instituto Datafolha divulgou no fim da tarde desta sexta-feira (22) uma pesquisa feita nos dias 20 e 21 deste mês que mostra a reprovação ao governo de Jair Bolsonaro superando sua aprovação.

O presidente, diz a sondagem, é avaliado como ruim ou péssimo por 40% da população; eram 32% no levantamento anterior, em dezembro. O percentual dos que acham Bolsonaro ótimo ou bom, por sua vez, caiu de 37% para 31%.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, trata-se da maior queda nominal de aprovação do presidente desde o começo de seu governo —fora da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais.

A avaliação de Bolsonaro como “regular” oscilou negativamente, de 29% para 26%.

Justiça determina prisão dodeputado federal Boca Aberta


Parlamentar foi condenado por perturbação do sossego e deve passar 17 dias no regime semiaberto. Boca Aberta (Pros) disse que vai se entregar na terça-feira (26).

A Vara de Execuções Penais de Londrina, no norte do Paraná, expediu um mandado de prisão contra o deputado federal Emerson Petriv (Pros), mais conhecido como Boca Aberta. O parlamentar foi condenado a 17 dias de prisão em regime semiaberto por perturbação de sossego. O documento foi expedido pela Justiça no dia 15 de janeiro.

A condenação é referente a uma confusão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim do Sol, em janeiro de 2017, na qual o ex-vereador estava envolvido. À época, Boca Aberta chegou a ser levado para a delegacia. Ele afirmou que tinha recebido denúncias de usuários sobre problemas no atendimento. O deputado disse que o pedido de prisão já havia sido revogado em 2020. Apesar disso, o parlamentar informou que irá se entregar para cumprir a pena no Centro de Reintegração Social de Londrina, na terça-feira (26).

22/01/2021

Bolsonaro ignora Anvisa e diz que vacina não tem eficácia comprovada

Apesar da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o presidente Jair Bolsonaro segue afirmando que a coronavac não em eficácia comprovada. Ele disse nesta nesta sexta-feira, 22, que “não há nada comprovado cientificamente sobre essa vacina aí”. Bolsonaro deu a declaração a jornalistas na porta do Palácio da Alvorada. Ele repetiu, como tem feito nas últimas semanas, que a vacinação não será obrigatória.

A única vacina aplicada no Brasil até o momento é a CoronaVac, que teve uso emergencial aprovado pela Anvisa no dia 17. A aprovação da Anvisa significa que a vacina tem a eficácia e a segurança necessárias para ser aplicada emergencialmente. A afirmação do presidente Jair Bolsonaro não é verdadeira. A eficácia e a segurança da CoronaVac foram comprovadas em ensaios clínicos conduzidos no Brasil. No país, a vacina é fabricada pelo Instituto Butantan, em São Paulo, instituição pública de pesquisa ligada ao governo do estado.

A Anvisa aprovou o uso emergencial da CoronaVac e da vacina da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca por unanimidade dos votos da diretoria.

Preço da incompetência: Brasil pagao dobro dos europeus por vacinas


As patacoadas de Bolsonaro em insultos contra a China e a Ídia vai custar caro para todos nós. O governo brasileiro vai pagar ao Instituto Serum, da Índia, um valor mais de duas vezes superior ao que os países ricos da UE (União Europeia) destinaram para garantir as vacinas da AstraZeneca. Depois de um desencontro entre os governos do Brasil e da Índia, os dois países anunciaram que um carregamento de 2 milhões de doses da vacina chegará ao país. O Instituto Serum é um dos centros capacitados pela AstraZeneca para produzir sua vacina.

Num comunicado do início de janeiro, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) confirmou a negociação e indicou que o “instituto oferecerá as vacinas prontas ao mercado pelo valor de US$ 5,25 cada”. Nas últimas semanas, um suposto erro da ministra belga do Orçamento permitiu que os preços das diferentes doses de vacinas fossem revelados ao público europeu.

De acordo com uma mensagem em suas redes sociais, Eva De Bleeker indicou que a UE teria negociado um preço de US$ 2,16 por dose da vacina da AstraZeneca. Questionado, o bloco se recusou a comentar, alegando que os acordos eram confidenciais.