23/07/14

TRE libera 380 registros no primeiro dia e ainda vai julgar pedido de cassação de Gleisi

unnamed
Foram deferidos os 380 registros de candidatos julgados no Tribunal Regional Eleitoral nesta terça-feira (22). Os juízes têm até o dia 21 de agosto para julgar todos os 1191 registros e as defesas dos pedidos de impugnação dos candidatos. O registros começaram a ser julgados nesta terça-feira (22), junto com os pedidos de impugnação de registros dos candidatos das eleições deste ano.

Ogier Buchi questiona ‘visita’ de Gleisi ao Paraguai

unnamed
O último movimento de Gleisi Hoffmann (PT) intrigou Ogier Buchi, candidato ao Governo do Paraná pelo PRP. “O que a senadora Gleisi Hoffmann foi fazer no Paraguai em plena campanha acompanhada do seu candidato à senador, Ricardo Gomyde (PCdoB), e de todo estafe do primeiro escalão da Itaipu Binacional?”, questiona Ogier Buchi. Gleisi esteve dois dias em Assunção, no Paraguai, se encontrou com o presidente paraguaio, Horácio Cartes, e se fez acompanhar de Jorge Samek, presidente da Itaipu Binacional e do assessor de Samek, Joel de Lima, e de Gomyde. O comunista, segundo Buchi, não tem qualquer tipo de função pública no Brasil para acompanhar a senadora em encontro oficial no Paraguai. “Essa história de Gleisi no Paraguai está mal contada”, desconfia Buchi.

“Vamos manter o Paraná no rumo certo”, diz Cida

unnamed
A candidata à vice-governadora na chapa de Beto Richa, a deputada Cida Borghetti, destacou na noite desta terça-feira (22), durante encontro com prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba e litoral paranaense, que o Paraná segue no rumo do crescimento e desenvolvimento devido ao trabalho em conjunto entre o governo estadual e as prefeituras municipais.
“Conheço a enorme responsabilidade dos prefeitos e por isso temos nos unir para manter o Paraná no rumo certo, com um governo estadual municipalista, que valoriza o diálogo e o trabalho em conjunto para estruturar os municípios e criar projetos e ações que ofereçam oportunidades para o desenvolvimento pessoal, profissional e social dos paranaenses”, disse Cida Borghetti.

21/07/14

Dilma reduz cota de US$ 300 para US$ 150 de compras na fronteira de Foz do Iguaçu

C
A senadora Gleisi Hoffmann (PT) participou neste final de semana de encontro em Foz do Iguaçu, mas não explicou e nem foi perguntada dos porquês que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, baixou a cota de compras na tríplice fronteira de US$ 300,00 para US$ 150,00, já a partir desta segunda-feira, 21.
A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, seção 1, página 25, Portaria do Ministro da Fazenda nº 307, de 17 de julho de 2014. A redução da cota de isenção vale para viajantes que ingressam no país via terrestre, fluvial ou lacustre.
Caso o valor ultrapasse o limite, o turista deverá pagar 50% de imposto referente ao valor que exceder a cota de US$ 150,00, ou seja, caso o turista compre um celular de US$ 200,00, terá que pagar US$ 25 dólares de imposto para o governo. A cota era de US$ 300 desde 2005. Quando, depois de várias revindicações os comerciantes da fronteira conquistaram este reajuste. Agora, depois de muita inflação nestes últimos anos, onde a cota deveria passar para US$ 500.

Beto Richa lidera com 42,5% e pode vencer no 1º turno, diz VoxData

unnamed
Primeira pesquisa realizada para governo do Estado, divulgada nesta manhã segunda-feira (21) pela Rádio CBN, mostra que o governador Beto Richa (PSDB) como favorito e com condições de vencer as eleições ainda no primeiro turno. Beto Richa tem 42,5%, seguido de Roberto Requião (PMDB), com 25,2%, Gleisi Hoffmann (PT), com 16,5% e Bernado Piloto (Psol), com 2%.
Ao Senado, os números são esses: Alvaro Dias (PSDB), com 54,7%; Marcelo Almeida (PMDB), 7,2%; Luiz Piva (Psol), com 2%; e Ricardo Gomyde (PCdoB), com 1,7%; e Mauri Viana (PRP ), com 1,1%. Para presidente, Aécio (PSDB) com 36%; Dilma Rousseff (PT), com 31%; Eduardo Campos (PSB), com 12,1%; Pastor Everaldo (PSC), com 4,1% e outros menos de 1%, indecisos somam 14,9%.
O Voxdata entrevistou 500 eleitores entre os dias 15 e 19 de julho em Cascavel. O intervalo de confiança é de 95% e margem de erro é de 4,38%. As pesquisas foram registradas no TSE sob o número 00216/2014 (para presidente e senador) e no TRE sob o número 0003/2014 (para governador). A CBN contratou quatro pesquisas até o dia 5 de outubro.

20/07/14

O ROMBO DA COPA DO MUNDO



Dilma, na entrevista coletiva com ministros convocada nesta segunda-feira (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Dilma Rousseff, na entrevista coletiva com ministros convocada nesta segunda-feira (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
BRANCA NUNES
“O Brasil mostrou que estava capacitado e que tinha todas as condições para assegurar infraestrutura, telecomunicações, tratamento adequado aos turistas, às seleções, aos chefes de Estado que viessem nos visitar. O país se superou e nós teríamos de ter a nota máxima”, cumprimentou-se nesta segunda-feira a presidente Dilma Rousseff, na introdução da entrevista coletiva que prometera conceder ao lado de 16 ministros. O que seria o maior evento do gênero em três anos e meio de governo foi a primeira entrevista da história em que não houve perguntas.
A sabatina que se seguiria ao monólogo de abertura foi abortada pela deserção da entrevistada, que invocou a necessidade de decolar rumo ao encontro dos Brics em Fortaleza para abandonar a zona de perigo. Se tivesse ficado por lá, dificilmente escaparia de ser confrontada com a distância que separa a Copa das Copas, que só o governo vê, da Copa da Roubalheira que a imprensa insiste em enxergar
Nesta segunda-feira, por exemplo, uma reportagem publicada peloEstadão (leia abaixo) mostrou as reais dimensões do que Dilma chama de “legado”. Os projetos vinculados à infraestrutura eram 83 na lista divulgada em 2010. Caíram para 71 – e a maioria está longe da conclusão. Em contrapartida, os gastos saltaram de R$ 23,5 bilhões para R$ 29,2 bilhões. Até agora.
A malandragem federal incluiu a substituição de trens e monotrilhos por meros corredores de ônibus ─ sem que a despesa diminuísse. Embora o governo ainda não tenha publicado o balanço do Mundial da Fifa, um estudo da Consultoria Legislativa do Senado Federal calculou, em 2011, que a gastança não seria inferior a US$ 40 bilhões.

18/07/14

Entidades médicas abrem guerra contra Dilma

Medicos-protesto-planalto-1024x628
A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e a Associação Médica Brasileira (AMB) comunicaram ao presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG) que apoiarão a oposição na disputa pela Presidência contra Dilma Rousseff. Em reunião na quarta (16), o presidente da Fenam, Geraldo Ferreira, garantiu ao tucano que a maior parte dos médicos trabalhará por sua eleição. Outra parcela menor apoiará Eduardo Campos (PSB-PE).
Segundo Ferreira, o programa de Aécio para saúde ‘ainda é vago’, mas cria carreira nacional e refuta cubanos em situação análoga à escravidão.
As entidades médicas consideraram “ousada” a proposta de Aécio de destinar 10% da Receita Corrente Bruta da União para a Saúde.
O conselho deliberativo da AMB se reúne hoje em Fortaleza para decidir sobre apoiar Aécio ou, de forma mais ampla, os candidatos de oposição. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

PT acusa Requião de ter estimulado MST a invadir fazenda Araupel

1807-requiao-mst
Na última quarta-feira (16), faltando poucos minutos para a meia-noite, mil famílias, cinco mil pessoas, ligadas ao MST, invadiram áreas de terras da Araupel, empresa que opera com reflorestamento em Quedas do Iguaçu, no Sudoeste do Paraná. Tanto empresários quanto o PT, da senadora Gleisi Hoffmann, não tem dúvidas: a invasão, que coloca sob ameaça o emprego de 1.050 paranaenses, e garante o sustento de 10 mil pessoas, foi desencadeada com o estímulo direto de Roberto Requião (PMDB). Na manhã do dia da invasão o senador deu uma entrevista incendiária a Rádio Municipal FM 92.5, de Quedas do Iguaçu.
Na entrevista, Requião disse apoiar os sem-terra e afirmou que a Araupel – que já divulgou um amplo material provando sua posse legal da área – podia ser “classificada como uma empresa invasora, expropriadora de terras públicas”. “As pessoas não podem vir com está conversa que geram empregos, se fosse assim o trafico de drogas teria que ser legal, pois gera mais de 100 mil empregos neste país”, assegurou Requião. Reafirmando, mais uma vez, sua posição contra a empresa e em favor do MST. Durante os três mandatos em que governou o Paraná, Requião estimulou, por ação ou omissão, ações dos sem-terra contra a Araupel e inúmeras outras áreas produtivas.

17/07/14

MP denuncia ex-diretor da Petrobras e mais 8 por fraude

Para Ministério Público, ex-diretor da estatal favoreceu a Odebrecht em contrato milionário. Foto: Ricardo Moraes / Reuters
De Veja:
O Ministério Público do Rio de Janeiro ofereceu denúncia à 27ª Vara Criminal da Capital contra o ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada. Responsável pela área Internacional da estatal até 2012, ele é acusado de favorecer a construtora Odebrecht em licitação para o desenvolvimento de um plano de ação de certificação em segurança, meio ambiente e saúde.
O contratou foi fechado em setembro de 2010 no valor de 825,66 milhões de dólares. Além de Zelada, a denúncia envolve o diretor de Contratos da Odebrecht, Marco Antonio Duran, e outras sete pessoas, seis delas funcionários e ex-funcionários da estatal.

TRE tem que agir rápido e cassar Gleisi, diz PRP

unnamed
O autor de pedido de impugnação de Gleisi Hoffmann (PT), o advogado e jornalista Ogier Buchi, candidato ao governo pelo PRP, pediu busca e apreensão das atas do PDT que escolheu Haroldo Ferreira como vice da petista. O pedido do PRP foi indeferido pelo juiz Josafá Antônio Lemes. “Um homem que renuncia o Direito, renuncia a si mesmo, e eu entrei com o pedido porque observei a irregularidade”. Buchi espera que o TRE aja rapidamente e impeça a candidatura de Gleisi. “Não distribuí a ação para criar um fato. A Justiça Eleitoral costuma agir rápido no Paraná e esperamos uma decisão em breve”, argumenta.