26/02/2020

Suplente de Kajuru no Senado encontrado morto em hotel na Colômbia

Morreu nesta quarta-feira (26) na Colômbia o empresário e suplente de senador Benjamin Beze Júnior. Conhecido como Bezinho, ele era primeiro suplente do senador Jorge Kajuru. Ele estava hospedado em um hotel em Cartagena em férias acompanhado por amigos, o presidente do Detran, Marcos Roberto Silva e por Vicente Datena. Nesta manhã ele não desceu para tomar café. Os amigos foram atrás dele no quarto e o encontraram morto.

Ministério da Saúde confirma caso de coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou, hoje (26), o primeiro caso de um brasileiro infectado pelo novo coronavírus (Covid-19). No momento, há vinte casos suspeitos da doença no país. Os casos suspeitos estão assim espalhados: Paraíba (1), Pernambuco (1), Espiríto Santo (1), Minas Gerais (2), Rio de Janeiro (2) e Santa Catarina (2) e São Paulo (11). Cinquenta e nove casos suspeitos foram descartados.

Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza).

Atendido no Hospital Israelita Albert Einstein na segunda-feira (24), o homem foi submetido a exames clínicos que apontaram a suspeita de infecção pelo vírus. Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. “Agora é que vamos ver como este vírus vai se comportar em um país tropical, durante o verão”, disse hoje o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Bolsonaro expõe apoio a protestos contra o Congresso

El País

O presidente Jair Bolsonaro injetou tensão na reta final do Carnaval ao partilhar um vídeo por Whatsapp, nesta terça, que convoca o público para uma manifestação no dia 15 de março de apoio ao Governo. A informação foi revelada pela jornalista Vera Magalhães, do jornal O Estado de S. Paulo, que teve acesso à mensagem e checou que partiu do celular utilizado pelo presidente. O protesto, segundo o jornal O Globo havia sido sugerido, inicialmente, pelo general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, que aventou a ideia de protestos contra o Congresso Nacional depois da queda de braço sobre controle de execução de emendas parlamentárias no orçamento da União. Na última terça, 19, Heleno se reuniu com o presidente e teria proposto “convocar o povo às ruas”.

No screenshot da tela de celular publicado por Vera Magalhões, é possível ler: “– 15 de março. – General Heleno/Cap Bolsonaro. – o Brasil é nosso. – Não dos políticos de sempre”. O texto era a introdução para apresentar o vídeo, que apela para a emoção com imagens de Bolsonaro sendo esfaqueado durante a campanha de 2018, imagens dele no hospital, entremeadas de legendas como “Ele quase morreu por nós”, “Ele está enfrentando a esquerda corrupta e sanguinária por nós”. Vem ainda com adjetivos como “patriota”, “cristão” e chamando para mostrar “a força da família brasileira” e para rejeitar “os inimigos do Brasil”.

25/02/2020

Lula na Europa falando mal do Brasil.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comunicou à Justiça que estará fora do Brasil de 29 a 12 de março. O petista viajará à França, à Suíça e à Alemanha.

A viagem começa por Paris, capital francesa onde ele ficará até 5 de março para receber o título de cidadão honorário da cidade.

De 5 a 7 de março, ele estará em Genebra, na Suíça, para encontros com lideranças sociais e de trabalhadores no âmbito do Conselho Mundial de Igrejas.

De 7 a 11 de março, Lula ficará em Berlim, em solo alemão, para encontro com lideranças do movimento sindical mundial.

Como está solto por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal), que considerou ilegal a prisão depois de condenação em segunda instância, o ex-presidente não precisa de autorização judicial para viajar.

Seguindo uma praxe, no entanto, a defesa sempre comunica os magistrados que ele se ausentara do país.

– Folhapress.

Ciro Nogueira recorre ao ‘cotão’ para abastecer jatinho

O Antagonista

Em janeiro, enquanto o Congresso estava em recesso, o senador piauiense Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, gastava dinheiro público.

Segundo o Portal da Transparência do Senado, ele usou, no primeiro mês do ano, R$ 12 mil com o aluguel de um carro. E mais R$ 6,2 mil para abastecer um jatinho.

Em 2019, Ciro liderou o ranking dos senadores que mais torraram o “cotão”: foram R$ 111,7 mil somente para encher o tanque do avião particular que usa para percorrer seu estado, o Piauí, preparando as candidaturas de seu partido para as eleições municipais deste ano.Ciro chegou a anunciar que se licenciaria do cargo para atuar diretamente nas campanhas, como fez Cid Gomes.

Até agora, porém, não largou o osso, nem o “cotão”.

2ª noite de Sapucaí deixa disputa pelo título imprevisível

Ao contrário do que se esperava, a segunda noite de desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro teve nível técnico melhor do que a primeira. Três das quatro primeiras escolas a desfilar se credenciaram para o título: Vila IsabelSalgueiro e Unidos da Tijuca. Na disputa pelo campeonato, elas se somam a Viradouro e Portela, que se destacaram na primeira noite. A apuração acontece na tarde da próxima quarta-feira, 26.Entre as demais escolas da segunda noite, a São Clemente fez o desfile divertido que se esperava dela, mas com a única pretensão - aparentemente alcançada - de se manter na elite, e a Mocidade - escola que, pelo enredo, gerou mais expectativa nessa segunda noite - homenageou a cantora Elza Soares e emocionou, mas teve problemas pontuais - de evolução, por exemplo. A Beija-Flor começou muito bem seu desfile, mas depois os integrantes precisaram correr para terminar o desfile no prazo permitido de 70 minutos.

Coronavírus: 77 mil infectados e mais de 2 mil mortes confirmadas

Uma alta de novos casos de infecção pelo Covid-19, o coronavírus, em países como a Itália, a Coreia do Sul e o Irã nesta segunda-feira (24) aumentou o receio de que haja uma pandemia da doença.

O vírus infectou cerca de 77 mil pessoas e já matou mais de 2.500 na China, onde ele se originou no ano passado.

Na Itália, 7 mortes foram confirmadas, no Irã, 12, e na Coreia do Sul, 7.

24/02/2020

Weintraub tira a barba e provoca: ‘Não deixei o bigodinho de Hitler’

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, publicou vídeos em seu Twitter na noite deste domingo (23) no qual faz a barba com uma navalha e ironiza críticos de sua atuação no governo. No primeiro vídeo o ministro escreveu “Afiado como uma navalha!”

Ao publicar o vídeo final, afirmou que não iria deixar o bigode igual ao de Adolf Hitler, líder nazista alemão. “Antes que algum ‘jornalista’ resolva dar o furo. Não! Não deixei o bigodinho de Hitler”, disse o ministro.

G-20: coronavírus é risco para economia global

Os ministros das Finanças do G-20 e presidentes de bancos centrais declararam que coronavírus constitui novo risco para a economia global e concordaram em adotar políticas adequadas.

A reunião de dois dias, realizada na Arábia Saudita, terminou nesse domingo com a divulgação de declaração conjunta.

O documento prevê que o crescimento global se elevará moderadamente em 2020 e 2021. Menciona também riscos de queda provenientes de tensões geopolíticas e comerciais, além de incertezas sobre políticas públicas.

A declaração se refere ainda à crescente preocupação sobre a propagação do coronavírus.

Itália tem 6 mortes e impõe toque de recolher a 11 cidades

As autoridades da Itália confirmaram na manhã desta segunda-feira (24) a sexta morte causada pelo novo coronavírus (Covid-2019) no país. Segundo disse o governador da região da Lombardia, Attilio Fontana, à emissora Rtl, uma mulher de 84 anos que estava internado no hospital Giovanni XXIII, em Bergamo, não resistiu ao vírus, principalmente porque já havia sido diagnosticado com "outras patologias". A quinta vítima é outro idoso de 88 anos, morador de Caselle Lanne, também na Lombardia. Ainda não há informações sobre a identidade da sexta vítima.