19/09/14

Ibope: Richa 47%, Requião 30% e Gleisi 12%

richa-requiao-gleisi IBOPE
Saiu a nova pesquisa Ibope. Beto Richa (PSDB) segue na liderança com 47% das intenções de voto. Roberto Requião (PMDB) aparece em segundo com 30%, seguido de Gleisi Hoffmann (PT) com 12%. Ogier Buchi (PRP) tem 1%.
A pesquisa foi realizada entre os dias 16 a 18 de setembro. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 67 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) sob o número 00037/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR- 00685/2014.
Veja os números.

18/09/14

PT lidera só em um dos dez Estados com mais eleitores

intencao_de_voto_180914
A menos de três semanas para o primeiro turno, o PT lidera as pesquisas em apenas uma disputa estadual dentre os dez maiores colégios eleitorais do país. Somente três candidatos da sigla aparecem em segundo lugar, enquanto outros quatro estão na terceira colocação ou abaixo. Nas duas unidades da federação em que abriram mão de nome próprio para apoiar um partido aliado, as chapas dos petistas também aparecem em desvantagem.
O fraco desempenho do partido nesses estados, que concentram 76% dos votantes do país, é um obstáculo para a candidata da legenda, Dilma Rousseff, na corrida presidencial. A situação está mais complicada em São Paulo, Bahia e Paraná, onde a oposição aparece com chances de conseguir a maioria para fechar o pleito no primeiro turno.
Veja as intenções de voto nos dez maiores colégios eleitorais do país.

Maria Victoria reúne mais de mil lideranças de 55 municípios

Reuniao_MV
A candidata a deputada estadual, Maria Victoria (PP), reuniu, na noite de quarta-feira (17), mais de 1 mil lideranças entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, ex-prefeitos e empresários de 55 municípios das regiões Norte, Noroeste, Oeste e Central. O encontro no Clube Olímpico de Maringá marcou a arrancada da reta final da campanha da jovem candidata.

Justiça Eleitoral apreende jornal de campanha que atacava Richa


jornal foz
Hélio Eduardo Lucas:
Nesta quarta-feira (17), o juiz eleitoral Marcos Lima, de Foz do Iguaçu, mandou apreender milhares de exemplares, mais de 200 mil, de um jornal que atacava o governador Beto Richa (PSDB). O material, que estava pronto para ser distribuído, foi apreendido no interior do diretório do PMDB, na Avenida República Argentina esquina com JK. O advogado do PSDB, Cássio Lobato, foi o autor da petição à Justiça Eleitoral e anteviu na publicação as calúnias e difamações contra o tucano.

17/09/14

Requião ofende repórter da RPC

requiao twitter 17.09
O senador Roberto Requião (PMDB) tentou pautar a entrevista de hoje (quarta-feira, 17) ao meio dia na RPC TV. Questionado pelo repórter Sandro Dalpícolo, Requião se irritou, justificou sua aposentadoria especial de ex-governador, disse que apoiaria novamente André Vargas (PT) e que não vai pedir apoio de Gleisi Hoffmann (PT) em um eventual, ainda distante, segundo turno. Requião também não soube responder por que votou contra os empréstimos ao Paraná. Depois da entrevista, ofendeu Dalpícolo no Twitter: “Na entrevista da globo o Sandro Dal Picollo parecia reporter (sic) da revista amiga. Foi sapecado”, disse Requião.

Cida faz o roteiro do Trem Pé Vermelho

cida trecho
A candidata à vice-governadora de Beto Richa (PSDB), Cida Borghetti (Pros), faz campanha nesta quinta-feira (18) por municípios que serão cortados pelo Trem Pé Vermelho, trem de passageiros que ligará as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina.
O percurso começará às 8h30 em Maringá e segue por Sarandi (9h30), Marialva (10h30), Mandaguari (11h30), Jandaia do Sul (12h30), Cambira (14h30), Apucarana (15h30), Arapongas (16h30), Rolândia (17h30), Cambé (18h30) e Londrina (19h30).
O Trem Pé Vermelho é uma das principais bandeiras de Cida para melhorar a infraestrutura da região. “O Trem Pé Vermelho é uma das obras de infraestrutura mais importantes para o Paraná. Esse eixo ferroviário tem tudo para se transformar em uma grande via de desenvolvimento de todo o Norte do Paraná”, afirma.

16/09/14

Supremo autoriza auxílio moradia para juízes federais


Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux estendeu o auxílio-moradia a todos os juízes federais do País que não possuem residência oficial na localidade em que trabalham. A medida tem caráter liminar e foi concedida na segunda, mesmo dia em que a Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou parecer ao STF favorável à concessão da liminar, sem efeitos retroativos, com regulamentação a ser determinada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A medida pretende equiparar a situação dos juízes federais com a de outros magistrados e também com a de membros do Ministério Público.



Na decisão, Fux considerou que o CNJ "já reconhece o direito à ajuda de custo para fins de moradia aos magistrados e conselheiros que lá atuam". O ministro sustenta que os magistrados do STF e os conselheiros do CNJ recebem auxílio-moradia e que também são contemplados com o benefício os membros do Ministério Público. "(...) Inúmeros juízes de direito e promotores de justiça já percebem o referido direito, e em razão, também, da simetria entre as carreiras, defiro a tutela antecipada requerida, a fim de que todos os juízes federais brasileiros tenham o direito de receber a parcela de caráter indenizatório prevista no artigo 65, inciso II, da LC nº 35/79", decidiu o ministro.



O dispositivo citado por Fux, da Lei Orgânica da Magistratura Nacional, estabelece a possibilidade de pagamento de ajuda de custo para moradia nas localidades em que não houver residência oficial à disposição do juiz. Fux determinou que o CNJ seja oficiado para regulamentar a questão, para implementar o "princípio da simetria na sua completude". O teto do benefício será o valor do auxílio-moradia pago a magistrados do Supremo, que chega a R$ 4 mil.







A ação foi ajuizada por magistrados federais contra a União, com pedido pelo reconhecimento da ajuda de custo para moradia à categoria. A Associação Nacional dos Juízes Federais (Ajufe) entrou como assistente no processo. O presidente da Associação Antônio César Bochenek afirmou que a medida é uma forma de equiparar a situação dos magistrados estaduais com a dos federais. Bochenek lembra que nem todos os juízes federais receberão o benefício, mas apenas aqueles convocados para locais em que não há residência oficial. "O impacto é diminuto, pois nem todos irão receber o auxílio", apontou o presidente da Ajufe, que representa 1,8 mil magistrados.



A Ajufe organizou para esta terça-feira, 16, uma mobilização nos Estados para "demonstrar a insatisfação" dos juízes federais com os recentes atos do Executivo. Bochenek fala que a intenção é chamar a atenção para a importância da independência do Judiciário e separação dos poderes.



No final de agosto, a presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei concedendo a integrantes do MP da União uma gratificação por acúmulo de ofício, mas vetou o dispositivo que estendia a vantagem aos magistrados federais. Pela lei, os membros do MP têm o direito de receber gratificações quando acumulam funções por mais de três dias úteis. Na ocasião, a Ajufe afirmou em nota que a "atitude reafirma a posição do governo de desprestígio e desvalorização da magistratura federal".



Além disso, os juízes reclamam também do corte no orçamento do Judiciário realizado recentemente pela presidente, que motivou mandado de segurança ajuizado por associações para garantir que o projeto orçamentário integral seja encaminhado ao Congresso.

Gaeco rebate Requião

gaeco requião
O coordenador estadual do Gaeco, Leonir Batisti, enviou ontem (segunda-feira, 15) e-mail à Folha de Londrina respondendo as declarações do senador Roberto Requião (PMDB), que em sabatina ao jornal, publicada no dia 10, disse que o órgão tem “prendido gente de forma absolutamente ridícula”.
Requião citou especificamente o caso do ex-prefeito da Lapa, Paulo Furiati (PMDB), que teria recebido uma comissão, com outras duas pessoas, de R$ 9 mil. “O Furiati é um milionário. R$ 3 mil para o Furiati é gorjeta que ele dá para o engraxate. Não é suborno para ele fazer trambique”, afirmou Requião.
De acordo com Batisti, o Gaeco de Londrina fez as investigações e denunciou Furiati e outros oito na Vara Criminal da Comarca de Lapa. “A denúncia foi recebida em 29 de janeiro de 2013 e o processo está na fase de ouvida de testemunhas. O processo tem o número 2013.89-9, número único 0000368.19.2013.8.16.103. Furiati é acusado dos crimes de participação em quadrilha, corrupção passiva por duas vezes e fraude à licitação”, rebateu Batisti.

08/09/14

Dilma tenta evitar vaias

dilma
Quem tem, tem medo. A presidente Dilma Rousseff chegou neste domingo ao desfile de Sete de Setembro no Rolls Royce presidencial precedido de motocicletas e cercada de guarda redobrada. Pois, pois, o governo montou esquema de segurança reforçado com aparato para reduzir protestos e reduzir o risco de vaias. Os envolvidos no escândalo da Petrobras foram excluídos do palanque (mas não do governo). O aparato manteve os populares longe, mas não conseguiu evitar as vaias quando o locutor da cerimônia anunciou o nome de Dilma. Confere com a última pesquisa Datafolha. A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, tem 33% das intenções de voto no Distrito Federal, à frente da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), que aparece com 23%.

PHS-PR vai de Marina: Silvio Barros coordena a campanha no Paraná

barros
O PHS do Paraná anunciou oficialmente neste fim de semana o apoio à campanha de Marina Silva (PSB) a presidência. A coordenação das ações da legenda fica com o ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros, reconhecido pela preocupação em práticas sustentáveis na gestão pública. Silvio adianta que a partir de agora, todos os comitês dos candidatos a deputado estadual e federal do PHS serão transformados em pontos de distribuição de materiais de Marina Silva.