27/09/14

Doático distribui 5 mil cópias da notícia crime sobre caixa 2 de Requião

2709-desintendentesrr
Doático Santos, secretário-geral do PMDB de Curitiba, e dissidentes do partido entregaram hoje (sábado, 27) na Boca Maldita, mais de cinco mil cópias da notícia crime sobre o caixa 2 que o senador Roberto Requião (PMDB) mantinha em um cofre no Palácio das Araucárias. Junto à notícia crime, que será protocolada às 12h de segunda-feira, 29, no Ministério Público Federal, foram anexadas as trintas sete folhas – entre anotações de próprio punho, de recibos, depósitos e outros documentos de negócios do senador e sua família – da contabilidade de padaria de Requião.
Segundo Doático, mais de 250 pessoas e representantes de 80 entidades, lideradas pela UGT (União Geral dos Tralhadores) e o movimento Frente Ampla, assinaram a petição que será entregue no MPF. Também circulou na Boca Maldita, exemplares do jornal Impacto Paraná com matéria que mostra, com detalhes, como Requião operava seu caixa particular. Milhares de cópias do holerite da aposentadoria especial de ex-governador, de Requião, também foram distribuídas pela Frente Ampla na Boca Maldita.

MP flagra distribuição de combustível para carreata de Gleisi

zeca dirceu gelisi
Tribuna do Interior
O Promotor de Justiça da Comarca de Barbosa Ferraz, Carlos Henrique Soares Monteiro, flagrou ontem, após denúncia, a distribuição duvidosa de combustíveis para veículos que participariam de uma carreata da candidata a governadora Gleisi Hoffmann (PT) e do deputado federal Zeca Dirceu (PT), que concorre à reeleição. Estava programada uma visita política de ambos ontem ao município. Eles participariam do movimento que estava previsto para acontecer na área central da cidade.
O responsável pela distribuição, pai de um vereador, assumiu a responsabilidade. No entanto não tinha notas comprovando o pagamento para apresentar ao MP. Segundo fonte que preferiu não ser identificada, a distribuição era aleatória, com vales no valor de R$ 30. O fornecimento gratuito do produto gerou uma longa fila de veículos para abastecer na ‘faixa’.
A promotoria de justiça esteve no local e registrou fotografias do caso. Segundo o promotor de justiça, a informação do responsável pela distribuição é que o combustível estaria sendo pago do próprio bolso. “Expliquei que para isso o partido tinha que prestar contas depois”, frisou o promotor. De acordo com o código eleitoral, os candidatos são liberados a fazer distribuição de combustíveis, contanto que sejam para uso exclusivo de campanha e estejam discriminados na prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral.
A promotoria informou ainda que segundo informações repassadas pelo proprietário do posto, cerca de 30 automóveis foram abastecidos. O dono do estabelecimento disse também ao MP que o próprio pai do vereador teria negociado o combustível. Ele será ouvido na próxima semana pelo Ministério Público. Em seguida, o caso será encaminhado a Procuradoria Regional Eleitoral.
Carreata cancelada
Após toda a confusão envolvendo a distribuição de combustíveis, a forte chuva que caiu no fim da tarde de ontem cancelou a carreata de Gleisi e Zeca.

Campanha de Dilma em 2010 pediu dinheiro ao esquema do ‘petrolão’

palo roberto costa veja
Da Veja:
Há três semanas, VEJA revelou que o ex-diretor da Petrobras havia dado às autoridades o nome de mais de trinta políticos beneficiários do esquema de corrupção. A lista, àquela altura, já incluía algumas das mais altas autoridades do país e integrantes dos partidos da base de apoio do governo do PT. Ficou delineada a existência de um propinoduto cujo objetivo, ao fim e ao cabo, era manter firme a adesão dos partidos de sustentação ao governo. O esquema foi logo apelidado de “petrolão”, o irmão mais robusto mas menos conhecido do mensalão, dessa vez financiado por propinas cobradas de empresas com negócios com a Petrobras. À medida que avançava nos depoimentos, Paulo Roberto ia dando mais detalhes sobre o funcionamento do esquema e as utilidades diversas do dinheiro que dele jorrava. Era tudo tão bizarro, audacioso, inescrupuloso e surpreendente mesmo para os padrões da corrupção no mundo oficial brasileiro, que alguém comparou o esquema a um “elefante-voador” — algo pesadamente inacreditável, mas cuja silhueta estava lá bem visível nos céus de Brasília.

24/09/14

Bancada de Ratinho será maior do que as do PT e PMDB juntas

unnamed
O baixo desempenho de Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) já surte efeito na expectativa da formação das bancadas na Assembleia Legislativa a partir de 2015. Na Alep, já é dado como certo que o deputado Ratinho Júnior (PSC) fará uma votação recorde, que pode chegar a meio milhão de votos. Com isso, puxa a votação de seu partido e eleger até 10 deputados estaduais. Do outro lado, já se prevê que o PMDB de Requião e o PT de Gleisi podem ter suas bancadas encolhidas. O PMDB espera eleger até seis deputados e o PT, no máximo, quatro.

23/09/14

LA VEM O MARCOS Inquérito cavalar concluído

requiao1-480x320
Do Cícero Cattani
Nervosismo ronda a campanha de Roberto Requião. O Ministério Público do Paraná (MP) concluiu o inquérito preliminar aberto em julho último para apurar irregularidades no uso de dinheiro público no tratamento de cavalos do senador Roberto Requião, no período em que ele foi governador do Paraná (de 2003 a 2010). Irregularidade que também é investigada por um Inquérito Policial Militar movido pela PM do Paraná. Pelo que vazou, existem elementos suficientes para a abertura de uma ação contra Requião.
Em abril deste ano, uma solicitação de informação do ex-deputado estadual José Domingos Scarpellini (atualmente no PSB) sobre os cuidados com os cavalos de Requião levou a PM a fazer diligências no regimento de Polícia Montada e no Centro Veterinário, localizados no bairro do Tarumã, em Curitiba. Documentos foram apreendidos para verificar a origem e a utilização dos animais.
A reportagem do jornal Gazeta do Povo seguiu a pista da denúncia e teve acesso a arquivos do regimento de Polícia Montada. Nos oito anos em que Requião esteve no Palácio Iguaçu, 88 cavalos dele teriam recebido cuidados no regimento. A Polícia Militar estima que o custo mensal dos cuidados de cada animal tenha custado entre R$ 1 mil e R$ 1.500. Cálculos não oficiais apontam que podem ter sido gastos até R$ 5 milhões com os cavalos de Requião.

22/09/14

Cida Borghetti em mais quatro cidades da RMC

cida rmc 22.09
Cida Borghetti (Pros) volta a fazer campanha nesta terça-feira (23) na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A candidata à vice-governadora de Beto Richa (PSDB) vai a Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Almirante Tamandaré e Campo Magro. Estão marcadas caminhadas, reuniões com lideranças e entrevistas com a imprensa da região.
“Os paranaenses estão acolhendo muito bem as nossas propostas. O carinho recebido nas ruas nos dá a certeza de que a população quer a reeleição de Beto Richa já no 1º turno”, afirma Cida.
CIDA NA ESTRADA – A viagem faz parte de um roteiro iniciado há cinco semanas que já passou pelos municípios de Campo Mourão, Pitanga, Guarapuava, Ponta Grossa, Paranavaí, Cianorte, Umuarama, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Pato Branco, Bandeirantes, Andirá, Cambará, Jacarezinho, Santo Antonio da Platina, Joaquim Távora, Arapoti, Jaguariaíva, Piraí do Sul, Castro, Carambeí, Morretes, Paranaguá, Matinhos, Guaratuba, Campina Grande do Sul, Quatro Barras, Pinhais, Piraquara, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Balsa Nova, Campo Largo, Araucária, Lapa, São Mateus do Sul, União da Vitória, Telêmaco Borba, Tibagi , Ortigueira, Sarandi, Marialva, Mandaguari, Jandaia do Sul, Cambira, Apucarana, Arapongas, Rolândia, Cambé, Londrina, Mandaguaçu e Paiçandu.

As redes sociais e as eleições

Gaudêncio Torquato
Três em cinco eleitores brasileiros estão nas redes sociais, algo em torno de 84 milhões de votantes. O dado é expressivo. Indica que a campanha eleitoral entrou bem nos corredores eletrônicos.
De julho até dias atrás, o Facebook registrou 58 milhões de mensagens relacionadas às eleições, propiciando curtidas, compartilhamentos, comentários a favor e contra.
O monitoramento tem sido acompanhado pela cientista política norte-americana Katie Harbath, estudiosa do uso das redes em campanhas políticas, em passagem pelo país.
A situação merece destaque pela introdução das ferramentas da era tecnotrônica em nossa seara política, até então afeita a rudes costumes e velhas práticas, particularmente na metodologia de cooptação eleitoral.
Do centro aos confins do território, que ainda dão guarida ao balcão de recompensas para se obter o voto, a chave eletrônica começa a abrir a cabeça de um eleitor cada vez mais antenado nas maravilhas do aparato ao seu redor, a começar do celular.

A grande armação mas o beto esta firme

O que parecia impossível acontece na política nativa. Gleisi Hoffmann e o PT jogaram a toalha. Deciciram jogar todas as suas fichas como linha auxiliar de Requião para provocar o segundo turno. Em troca, O PT quer apoio consistente de Requião para Dilma Rousseff no primeiro e no segundo turnos.
O candidato a senador do PMDB, Marcelo Almeida, é outro que abdicou da candidatura e entrega seu tempo para uso de Requião no combate a Richa.
Ou seja, a palavra de ordem nas hostes do novo conglomerado PMDB/PTlulodilmista é “todos contra Beto Richa.”

19/09/14

Ibope: Richa 47%, Requião 30% e Gleisi 12%

richa-requiao-gleisi IBOPE
Saiu a nova pesquisa Ibope. Beto Richa (PSDB) segue na liderança com 47% das intenções de voto. Roberto Requião (PMDB) aparece em segundo com 30%, seguido de Gleisi Hoffmann (PT) com 12%. Ogier Buchi (PRP) tem 1%.
A pesquisa foi realizada entre os dias 16 a 18 de setembro. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 67 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) sob o número 00037/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR- 00685/2014.
Veja os números.

18/09/14

PT lidera só em um dos dez Estados com mais eleitores

intencao_de_voto_180914
A menos de três semanas para o primeiro turno, o PT lidera as pesquisas em apenas uma disputa estadual dentre os dez maiores colégios eleitorais do país. Somente três candidatos da sigla aparecem em segundo lugar, enquanto outros quatro estão na terceira colocação ou abaixo. Nas duas unidades da federação em que abriram mão de nome próprio para apoiar um partido aliado, as chapas dos petistas também aparecem em desvantagem.
O fraco desempenho do partido nesses estados, que concentram 76% dos votantes do país, é um obstáculo para a candidata da legenda, Dilma Rousseff, na corrida presidencial. A situação está mais complicada em São Paulo, Bahia e Paraná, onde a oposição aparece com chances de conseguir a maioria para fechar o pleito no primeiro turno.
Veja as intenções de voto nos dez maiores colégios eleitorais do país.